Blog

O varejo que não pode parar em tempos de crise

Publicado em: 02/04/2020

 

Para o varejo de primeira necessidade, como farmácias, mercados, açougues e hortifrutis, o momento de crise de um País, como a pandemia do Coronavírus, deve remeter os líderes de negócio, no máximo, à certa desaceleração, mas não à paralisação. Afinal, é muito difícil que a população consiga sobreviver sem cuidados básicos.

Pensando nisso, preparamos um post com cinco sugestões para que, principalmente nesse período, as oportunidades de venda continuem acontecendo, gerando negócios para a empresa e boa experiência ao consumidor.

 

  1. Baixe o aplicativo gratuito Upsell para acelerar a divulgação das suas ofertas

A orientação do governo e dos profissionais de saúde é que as pessoas optem pelo distanciamento social. Para o varejo, isso significa queda de circulação nos PDVs. Porém, para que esse movimento não se reflita em redução brusca do faturamento, o Tagsell lançou o aplicativo Upsell, que conecta lojistas ao Tagsell cartazista eletrônico, permitindo criar ofertas do estabelecimento, compartilhá-las nas redes sociais e informar  o cliente sobre a chegada e reposição de produtos. Os primeiros 30 dias de acesso ao aplicativo é gratuito para qualquer comerciante.

 

  1. Demonstre seu respeito pelo cliente

Quando escolher promocionar um produto, estabeleça estratégias que realmente gerem valor à compra do cliente. Evidencie para o cliente os principais benefícios na aquisição do item, com cuidado para explicitar informações que digam respeito a vantagem na aquisição do item e formas de pagamento.

 

  1. Use gatilhos mentais

Após construir uma estratégia de venda que faça sentido para o cliente e o negócio, é hora de acionar os gatilhos mentais desse consumidor por meio de cartazes com frases que geram senso de urgência, como: “oferta do dia”; “é por tempo limitado”; ou “últimas unidades”; entre outras.

 

  1. Treine a equipe

Sua equipe deve ser a primeira a acreditar nas ações praticadas pela sua empresa, seja no PDV, nas redes sociais ou no canal de Televendas. Afinal, são esses profissionais que ficam cara a cara com o consumidor. Então, você precisa investir em treinamentos sobre atendimento e características e benefícios dos produtos, além de iniciativas que elevem o clima organizacional. O objetivo desse cuidado é gerar embaixadores voluntários da marca do seu negócio.

 

  1. Automatize a produção de cartazes

Pensando nos clientes que optarem por se dirigir ao seu PDV, não corra o risco de deixar de vender por falhas no processo de comunicação com o cliente. Para evitar esse contratempo, muitos PDVs têm investido no cartazista eletrônico, programa para criar cartazes sem erros de informação e digitação e com autonomia, sem falar na economia financeira, de tempo e de insumos.

O Tagsell apoia as medidas para mitigar os riscos de contágio, zelando pela saúde e vida da população, mas entende que o Brasil precisa de iniciativas que reduzam as chances de uma crise econômica no País. Por isso, estamos empenhados para que estejamos “Juntos pelo varejo, mesmo que separados!”.

 

Contato